• NOTÍCIAS REGIONAIS
    por Denise de Almeida

 

 

Projeto de lei quer tirar caixas eletrônicos de lojas e postos da capital

 

 Um projeto de lei que tramita na Câmara Municipal de São Paulo quer proibir caixas eletrônicos em luga­res públicos, como postos de combustíveis, lojas de conveniências, supermercados e terminais de ônibus. Segundo a autora do projeto, vereadora Sandra Tadeu (DEM), o objetivo é garantir a segurança dos cidadãos, “haja vista que os caixas eletrônicos viraram alvo de quadrilhas especializadas nesse tipo de crime”, justifica.

 

O texto também prevê que os caixas instalados em agências bancárias terão que instalar “película ou ins­trumento que impossibilite a visão do interior dos esta­belecimentos financeiros”. O uso desses equipamen­tos também ficaria restrito ao horário de atendimento.

 

A questão, no entanto, tem gerado polêmica. Luis Eduardo Seixas Stefani, diretor de autoatendimento da Tecban, principal empresa de caixas eletrônicos do país, diz que “mais de 55% das transações acon­tecem fora do horário comercial de bancos, ou seja, é um serviço de conveniência e utilidade. A pessoa saca onde precisa e quando”, afirma. O executivo res­salta que “todos os comércios que pediram para sair, pediram para as máquinas voltarem porque veem um valor que isso serve para a população”.

 

O projeto tramita agora na Comissão de Constitui­ção e Justiça e, se aprovado, prevê multa de R$ 5 mil para as instituições que descumprirem a medida. (DA)


Leia Mais