• CLIPPING
    por Denise de Almeida

 

 

Preço abusivo dos combustíveis pode gerar multa para o revendedor

 

Um projeto de lei (3811/15) de autoria do deputado César Halum (PRB-TO) quer obrigar a ANP (Agência Nacional do Pe­tróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) a fiscalizar a prática de preços abusivos em postos de combustíveis. De acordo com a proposta, a multa aplicada ao estabelecimento que praticar pre­ços considerados abusivos, conforme regulamento a ser definido pelo Executivo, pode variar entre R$ 5 mil e R$ 1 milhão.

 

“É importante que a Lei 9.847/99 estabeleça que a ANP seja responsável pela fiscalização de prática abusiva de preços e possa cobrar multa de qualquer autorizado que cometa essa prática. Dessa forma, cessarão as grandes diferenças de preço praticadas pelo livre mercado”, justificou o autor, referindo-se à Lei do Abas­tecimento Nacional de Combustíveis.

 

O projeto acaba de ser aprovado pela Comissão de Defesa do Con­sumidor e deve ser analisado agora, já em caráter conclusivo, pelas co­missões de Minas e Energia; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.


Leia Mais

Usina de etanol de milho? Temos.

Instalada em Lucas do Rio Verde, no Mato Grosso, a planta tem capacidade para produzir 240 milhões de litros do combustível por ano.

Tag Heuer Replica Watches

Mais...


Municípios podem ter nova Cide

O tributo incidiria sobre a gasolina, etanol e GNV, e serviria para custear o transporte público coletivo de ônibus e metrô nas cidades.

Breitling Replica Watches

Cheap Tag Heuer Replica

Mais...


Postos de GNV na mira dos fiscais da ANP

No Rio de Janeiro, 167 postos que comercializam gás natural veicular (GNV). Destes, sete tiveram seus bicos interditados pelo órgão porque esta­vam oferecendo GNV acima da pressão máxima de 220 bar.

Cheap Tag Heuer Replica

Cheap Breitling Replica

Cheap Breitling Replica

Cheap Hublot Replica

Mais...